quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Mendoncinha veste a carapuça e mostra a essência do desgoverno sem voto!


O 'ministro' da Educação do desgoverno sem voto de Temer, nascido de um golpe de um impeachment sem provas, vestiu a carapuça de golpista e mostrou a essência deste desgoverno: incompetência e truculência.

O bando de corruptos que se abrigou sob o desgoverno o fez junto com um conjunto de incompetentes que ascenderam aos cargos por terem sido fiéis aliados do vice conspirador. Entre eles, Mendoncinha.


Não tivesse Mendoncinha sido um dos pitbulls do golpe na Câmara e não fosse Mendoncinha genro de um dos magnatas das escolas particulares no Brasil, jamais teria tido condições de ser ministro de algo tão importante e sensível quanto a educação.

Mas o desgoverno Temer está aí para essas coisas mesmo: nomear fiéis aliados para atingir os principais objetivos do desgoverno sem voto: destruir o setor público nacional, desnacionalizar a economia, manter o poder da elite dominante e proteger das investigações acusados de corrupção que votaram pelo golpe na esperança de escapar da forca, incluindo nisso o próprio Temer.

A tentativa de intervir na liberdade de cátedra universitária e de impedir um curso que fala sobre o golpe de 2016 mostra que o desgoverno se reconhece golpista e busca inclusive aprofundar o golpismo em uma escalada autoritária irresponsável e perigosa.

O símbolo de se intervir e censurar uma universidade é até maior do que o símbolo da intervenção na segurança pública do Rio.

Até onde irão os tiranetes de Temer? Até onde os democratas desse país permitirão que eles cheguem?

Blog O Calçadão

Nenhum comentário:

Postar um comentário