sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Obedecendo à grande mídia, Judiciário empurra o Brasil à beira do abismo autoritário!


O novo presidente do TSE, Luiz Fux, que cumprirá um mandato relâmpago que se encerrará na data limite de registros de candidaturas, dia 15 de agosto, já assumiu dando respostas favoráveis à grande mídia, em campanha permanente pela exclusão da eleição e pela prisão do ex-Presidente Lula.

O Judiciário, com raras exceções, tem caminhado ao lado do golpe que feriu a democracia brasileira em 2016, e tem trabalhado para destruir Lula e o PT, em um jogo que aponta o rebaixamento do Brasil à condição de colônia, onde a cidadania e a justiça só existem para uma casta endinheirada.

Estamos à beira do precipício do autoritarismo.


A prisão em segunda instância, aprovada por pressão da grande mídia, serviu para acelerar as delações no âmbito da Lava Jato e, agora, serve para buscar prender a maior liderança política do país a partir de uma condenação flagrantemente sem provas.

E o que virá depois?

O fortalecimento do ativismo do Judiciário agindo conjuntamente com os interesses do grande capital e da política conservadora e reacionária se voltará contra quem, o povo mais pobre e os movimentos sociais?

O horizonte do Brasil está nebuloso e as foças democráticas ainda não conseguiram se aglutinar em uma agenda comum anti-golpista e, mesmo dentro do sistema judicial, as vozes dissonantes continuam abafadas e tímidas.

Nesse momento, a grande mídia e seus patrocinadores estão vencendo a guerra contra as forças populares e democráticas.

Até quando?

Blog O Calçadão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Equipe técnica, ligada ao Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, está desenvolvendo estudo para a elaboração de políticas públicas que atendam as mulheres em Ribeirão Preto.

Equipe técnica está realizando estudo profundo e técnico para propor Políticas Públicas paras as Mulheres, em Ribeirão Preto. Fotos: Sil...