sábado, 14 de abril de 2018

Planos de saúde articulam o fim do SUS! A educação é o próximo alvo!


Deram o golpe para acabar com o projeto de inclusão social,
destruir os direitos do povo
e entregar as riquezas!


O site Pragmatismo Político traz a informação de que a Federação Brasileira de Planos de Saúde já articula no Congresso o fim do SUS (Leia: PLANOS PRIVADOS DE SAÚDE ARTICULAM COM O GOVERNO O FIM DO SUS).

Essa proposta dialoga com a declaração do ministro da saúde do desgoverno Temer de que era necessário diminuir o SUS.


A meta é transferir metade da população brasileira para os planos privados, desmontando o maior sistema público de saúde do mundo e entregando o filão para as empresas privadas.

Esse é o objetivo estratégico e ideológico das forças que deram o golpe no Brasil em 2016.

Nos Estados e municípios, como em Ribeirão Preto, administrado pelo PSDB, a ordem é entregar a saúde para as OS (organizações sociais), uma forma legal de mascarar a participação de empresas na privatização da saúde.

Mas certamente o plano não é acabar totalmente com o SUS. Eles manterão o SUS nos atendimentos de alta complexidade para os ricos, através da segunda porta, e também para receber os pacientes terminais e crônicos que não são lucrativos ao capital.

O próximo alvo é a educação pública!

Forças tucanas dentro do MEC atual já falam abertamente sobre desmontar o sistema de educação técnica e tecnológica montado nos governos Lula e Dilma, entregando o filão para as empresas do setor.

E o próximo alvo é o servidor público!

O desmonte do Estado e do serviço público tem no servidor seu alvo natural.

A Constituição de 1988 não está sendo rasgada apenas em suas garantias individuais, mas também nas suas garantias sociais.

O maior prejudicado será o povo, os mais de 150 milhões de brasileiros que dependem do serviço público no país mais desigual do mundo.

Blog O Calçadão

Nenhum comentário:

Postar um comentário