quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Gilmar quer anular a delação contra Temer, por vazamento, mas usou os vazamentos contra Lula para impedi-lo de assumir a Casa Civil!

Agora que a delação da Odebrecht ameaça a estrutura do desgoverno Temer, construído a partir do golpe do impeachment, Gilmar Mendes quer anular as delações alegando que os vazamentos são ilegais.

Caramba!

Lembremos que há alguns meses atrás o senhor Sérgio Moro, com o intuito de interferir dramaticamente no governo Dilma, vazou para o Jornal Nacional grampos telefônicos que continham falas da Presidente da República!

O vazamento se deu no mesmo dia em que Dilma nomeava Lula para a Casa Civil e com a clara intenção de provocar tumulto no país.

Analisados com calma, nada havia demais naqueles áudios, mas no dia serviu para causar um alvoroço e fazer pipocar pelo país ações de juízes coxinhas soltando decisões que impediam a posse de Lula.

Uma delas foi parar nas mãos de quem?

De Gilmar Mendes!

E Gilmar Mendes não titubeou e nem fez alusões a uma provável ilegalidade nos vazamentos, impediu Lula de assumir e pronto.

Com isso, inviabilizou a última cartada de Dilma de tentar dar um equilíbrio a seu governo e rearranjar uma base de apoio, turbinando o golpe do impeachment.

Na verdade, Gilmar age em defesa do PSDB, pois nas delações da Odebrecht pode vir chumbo grosso para a tucanada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário