terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Lindbergh: "Arrocho fiscal em tempo de recessão é suicídio. Caminhamos para a convulsão social". O Rio é o prelúdio do Brasil!

Na entrevista que o Senador Lindbergh Farias (PT-RJ) concedeu ao site Conversa Afiada fica claro que o caminho seguido pelo governo Temer, um desgoverno incompetente e emparedado pela corrupção e pelo 'mercado', é o caminho do desastre.

"Os estados estão completamente quebrados. Não é só o Rio de Janeiro. O Rio Grande do Sul tinha pedido calamidade pública. Hoje, Minas Gerais. Tem vinte estados quebrados. Os municípios estão quebrados. As empresas estão enfrentando a maior dívida de sua história... "


"A situação das famílias: o desemprego, segundo o próprio mercado, estão prevendo 13% para 2017. Queda de rendimento. Famílias devendo muito". 

"A Reforma da Previdência que eles estão apresentando é um pacote de maldades que vai pegar na veia do povo brasileiro. As pessoas vão sentir". 

"(...) se nada for feito, estamos construindo um cenário de convulsão social".

"Eu, sinceramente, não acredito que esse governo resista. Você viu, em detalhes, as perguntas que o Eduardo Cunha fez ao Michel Temer? Colocou o Temer como testemunha. Aquilo é o roteiro de uma delação premiada!  E sexta-feira teve um depoimento do Cerveró, e sabe o que o advogado do Eduardo Cunha perguntou - e o Moro indeferiu? "É verdade que a cúpula do PMDB, incluindo o atual presidente Michel Temer, acertou com o senhor uma contribuição mensal do senhor de 700 mil reais?" Aí o Moro indeferiu!"

"O governo é muito fraco. Nesse momento, tem que ter o que? Um presidente com legitimidade popular para fazer o oposto à PEC 55! Tem que dizer o seguinte, "eu vou investir!" Um plano de investimentos para tirar o país deste buraco! "

"A gente só sai deste buraco com crescimento econômico! Mas, aqui, estamos no meio dessa maluquice: em uma crise como essa, o governo federal decide fazer um plano de austeridade! Isso é um suicídio, uma ignorância!"


Nenhum comentário:

Postar um comentário