quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Não seja enganado, o MBL é parceiro do golpe e da crise! Dia 4/12 é contra você, trabalhador!

Trabalhadores e trabalhadoras!
Muitos/as devem ter tomado conhecimento de que está sendo convocada uma manifestação do chamado Movimento Brasil Livre (MBL) para o domingo, 4/12, na Avenida Paulista, em São Paulo.
Gostaríamos de alertá-los/as para que não caiam neste jogo, nessa mentira!
Por: Maria Isabel Noronha Presidente da Apeoes
O pretexto, mais uma vez, é a questão da corrupção. Quem estará presente nesta manifestação? Meia dúzia de coxinhas. Os mesmos que criaram a situação de crise política e social que o Brasil vive.
Os mesmos que contribuíram para o agravamento dos efeitos da crise financeira internacional em nosso país e que hoje penaliza a classe trabalhadora.

Estes coxinhas criaram, nas ruas, as condições para que no Congresso Nacional um governo legitimamente eleito, comandado por uma mulher honesta, fosse substituído por um grupo de políticos que não foi eleito por ninguém, encabeçados por um ex-vice decorativo e conspirador.
Diversos desses políticos são investigados em processos criminais e sofrem novas denúncias. Estes coxinhas criaram as condições, por exemplo, para a edição da PEC 55, que ontem foi aprovada em primeiro turno no Senado Federal.

Trabalhador e trabalhadora, vocês serão atingidos/as pela PEC 55. Ela congela os investimentos públicos por vinte anos! Seus salários ficarão congelados, a educação vai perder verbas, a qualidade do ensino vai cair. A saúde pública vai se esfacelar, o SUS vai ser reduzido, o país vai se paralisar porque faltarão incentivos em áreas fundamentais para que a economia possa crescer!

Os coxinhas que irão para a Paulista no dia 4 ou são parte da elite, que não sofrerá com a PEC 55, ou fazem o jogo sujo da elite e da mídia, como o caso do MBL! 
Eles pertencem à elite econômica, à classe média alta. São ricos e ficarão mais ricos, porque o dinheiro que não será aplicado nos serviços públicos e nos programas sociais irá para o pagamento da dívida pública, ou seja, irá para o sistema financeiro, para os grupos que vivem de renda, justamente o segmento de onde vem a riqueza da maioria dessas pessoas.

Lembre-se: a PEC 55 vai congelar salários, mas não vai congelar preços. Vai ganhar com essa PEC a minoria da nossa população que não vive de salário e que vai estar na Avenida Paulista no dia 4. Não para protestar contra a corrupção, mas para dar mais apoio a um governo ilegítimo que está produzindo o caos no nosso país. O desemprego já chega a 11,8% da população. O crescimento da miséria já é visível nas ruas.

Não faça o jogo do atraso. Participe do calendário de mobilizações que os sindicatos, as centrais sindicais, os estudantes, a APEOESP e os movimentos sociais estão programando para lutar contra a onda de retrocessos que querem nos impor, defendendo nossos salários, nossas condições de vida.
O blog O Calçadão está na luta contra o golpe desde o início, denunciando a trama de um grupo de bandidos contra o mandato legítimo de Dilma! Denunciamos que o golpe tinha como objetivo reimplantar o neoliberalismo no país sem passar pelas urnas e, de quebra, livrar a cara dos corrutos das investigações!
E isso ocorre hoje, às claras, e o MBL e demais movimentos são parceiros de tudo isso. O MBL participa do governo Temer!
Dia 4/12 não é contra a corrupção, nunca foi! Dia 4/12 é contra você, trabalhador (a)!
Quem luta por democracia e por um país justo, honesto e inclusivo não marcha ao lado de golpistas!

"Por: Maria Isabel Noronha Presidente da Apeoesp - adaptação Blog O Calçadão"

2 comentários: