terça-feira, 22 de novembro de 2016

#somospoliciais - Se você caiu nessa campanha ridícula, saiba que você é IDIOTA! Por Leonardo Sacramento

Aí um monte de gente começa a publicar #somospoliciais porque um helicóptero caiu com policiais e a Fátima Bernardes faz um quadro idiota e sem sentido sobre quem as pessoas salvariam: um policial com ferimento leve ou um traficante com ferimento grave.
Idiota porque quem vai fazer o socorro é um profissional da saúde, e ele aprendeu que os socorros seguem a ordem do risco de morte, que sempre fura a fila, independente de quem seja. Quem não segue essa regra desobedece uma regra de algum código de ética de alguma profissão. Simples. O que você pensa ou não acha disso não interessa, a não ser para pessoas tão idiotas quanto.
Ai ocorre uma chacina com jovens negros na Cidade de Deus com requintes de execução sumária em plenas "comemorações" do Dia da Consciência Negra. Um bando de brancos hipócritas de classe média comemora.
Esse bando de brancos hipócritas de classe média se indigna seletivamente porque os policiais bandidos teriam honrado os policiais não bandidos, executando não bandidos que moram em favela e que por serem negros e morarem em favelas são bandidos aos olhos racistas da classe média branca e acéfala.
Aí as Perícias da Polícia Civil e da Aeronáutica descobrem que o helicóptero que caiu com os policiais não possui qualquer perfuração de tiro, assim como os policiais. Descobrem que o helicóptero caiu provavelmente por falta de manutenção de um Estado que concede incentivos fiscais a milionários e bilionários e quer retirar 30% do salários dos servidores públicos, inclusive dos policiais, que foram à ALERJ exigir o fim do pacote da maldade.
Como posso dizer. Se você caiu nessa campanha ridícula, saiba que você é IDIOTA! No final das contas, os milionários e bilionários que ganham com os incentivos fiscais e a alta burocracia do Estado do Rio de Janeiro que concede tais "benefícios" estão cagando e andando para os jovens negros favelados e os policiais. Para eles, é tudo ralé rapá!
Leonardo Sacramento é professor e secretário-geral da Aproferp

Nenhum comentário:

Postar um comentário