sexta-feira, 7 de outubro de 2016

HC entra em greve na segunda! Por Rachel Fogaça



Mais de 300 servidores do HC de Ribeirão Preto, reunidos em assembleia na manhã de quarta-feira, 05 de outubro, decidiram por retomar a greve pela revogação da portaria 82/2016, que retira os reflexos do Prêmio de Incentivo (Férias, FGTS, 13º salário) para contratados a partir de maio de 2016, sendo incerto o futuro desses reflexos também para os contratados anteriormente.

Os servidores reivindicam ainda um reajuste de 35% no valor desse prêmio, além da implementação da jornada de 30 horas semanais para os administrativos do Hospital das Clínicas.
Cansados dos conflitos gerados desde a transformação de um vale alimentação, pago em valores idênticos a todos os trabalhadores, em Prêmio de Incentivo com valores escalonados;
Desrespeitados pelo Governo do Estado ao apresentarem a mesma pauta de reivindicação ano após ano, sem serem minimamente atendidos;

Percebendo o crescimento das atividades da Fundação de Apoio ao Ensino Pesquisa e Assistência (FAEPA), ao mesmo tempo em que inúmeros benefícios foram retirados, entre eles, prêmios de natal, de aniversário, cesta básica, o subsídio conquistado nas refeições do Restaurante Vivência e, pasmem! O fechamento da Creche, modelo no Estado de São Paulo;
Acompanhando o avanço das terceirizações de diversas atividades com queda acentuada na qualidade dos serviços, devida à alta rotatividade e da evidente exploração dos trabalhadores terceirizados;
Comprometimento no atendimento ao pacientes do SUS, por falta de materiais e medicamentos, diferenciando muito os que podem e os que não podem pagar;
Isso tudo aliado ao descaso da administração interna, que provocou ainda mais indignação ao oferecer míseros 5% de reajuste no Prêmio de Incentivo a partir de 2017, não revogar a portaria 82/2016 e condicionar a implementação da jornada de 30 horas a novas contratações pela secretaria da saúde.
Infelizmente, esse cenário oferece o combustível necessário para que a mobilização se fortaleça e, ao que tudo indica, culminará em uma das greves com a maior adesão dos últimos 10 anos.
A CULPA é de quem???

Rachel Fogaça é servidora do HC e militante das causas populares e ambientais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário