domingo, 16 de outubro de 2016

Nobreza



E se, antes do clímax,
Cláudio tivesse confessado a trama de assassinato do Rei
Hamlet
tivesse confessado o real motivo do envenenamento
enquanto o irmão dormia um sono profundo?
Em um país justo, de justiça cega,
os nobres teriam agido contra o rei usurpador?

E se, antes do clímax,
Brutus tivesse confessado a trama de assassinato de César?
Em um país justo, de justiça cega,
os nobres teriam agido contra os traidores?

E se, antes do clímax,
Temer tivesse confessado a empresários dos Estados Unidos
o real motivo da conspiração que cassaria o mandato de
Dilma?
Em um país justo, de justiça cega,


os nobres teriam agido contra os traidores?

Nenhum comentário:

Postar um comentário