domingo, 24 de setembro de 2017

Implantação de áreas à produção de matéria orgânica necessária ao solo

Acampados pegaram na enxada em plena manhã de domingo.
Fotos: Filipe Peres
Coordenado pelos técnicos e agricultores agroflorestais Zaqueu e Nelson, parte do processo de formação em sistemas florestais agroecológicos, o Centro de Formação do Assentamento Mario Lago começou a realizar neste domingo, 24, a implantação à produção de matéria orgânica necessária à cobertura do solo.

Antes da prática deste domingo, foram realizados encontros teóricos com assentados do Mario Lago e acampados do Paulo Botelho. Baseado em uma agricultura que aumenta os processos naturais, assentados sobre o Aquífero Guarani, esta prática potencializa a absorção da água pelo aquífero, revitalizando-o.
"A presença dos mecanismos da floresta que fazem a regularidade das chuvas, amenizam o clima, faz com que os rios nasçam em um processo totalmente diferente do que temos vivenciado em que, a cada ano, cada vez mais, os rios têm sempre secado", afirmou Nelson Eduardo Correia.
Veja o vídeo:



Mais fotos:




















Mais informações:

Facebook: Assentamento Mario Lago
You Tube: Comuicação MSTRP


Nenhum comentário:

Postar um comentário