domingo, 24 de setembro de 2017

Mário Lago comemora 10 anos de reforma agrária, proteção ao Aquífero e alimentos saudáveis!

Foto Filipe Peres

No coração de Ribeirão Preto, a terra do agronegócio e da especulação imobiliária, o Mário Lago aponta um outro rumo possível.

Há 10 anos a posse da antiga fazenda da Barra foi conquistada para a reforma agrária. Fruto da luta dos movimentos populares de trabalhadores sem terra.


O assentamento Mário Lago, do MST de Ribeirão Preto, nascido da unidade e articulação política junto à população periférica da cidade nos idos de 2001 e 2002, perfaz uma parte da área de 1,7 mil hectares localizada na zona leste de Ribeirão Preto.

A fazenda da Barra e o assentamento Mário Lago localizam-se sobre a área de recarga do Aquífero Guarani, a maior riqueza natural da região.

Não fosse a destinação para a reforma agrária, certamente toda a fazenda hoje seria de condomínios fechados asfaltados, pois a zona leste de Ribeirão Preto é o grande filão das construtoras, haja visto a dificuldade em se aprovar no plano diretor um artigo que garante áreas para a proteção do Aquífero, o que contraria os interesses imobiliários.

Além de ser o maior contraponto à especulação imobiliária que predomina na cidade, o assentamento Mário Lago também é um contraponto a outro grande poder local: o agronegócio.



Através da técnica agroflorestal, os assentados recuperam a área desmatada, plantam alimentos sem uso de agrotóxico e ainda realizam a economia de água, preservando o Aquífero.

A produção de alimentos orgânicos agroflorestais está cada vez mais à disposição do ribeirão-pretano, através do link  www.facebook.com/cestasagroflorestais/, mas poderia estar muito mais se existissem investimentos por parte do poder público, nos três níveis.

Aliás, com o mínimo de investimento, o exemplo do Mário Lago poderia desdobrar para os bairros próximos, bairros do entorno do aeroporto Leite Lopes e do Complexo Ribeirão Verde, através de cooperativas populares, microcrédito e economia solidária, gerando renda e integração entre o campo e a cidade.

O blog O Calçadão tem acompanhado de perto a agenda do MST de Ribeirão Preto, seja a do assentamento Mário Lago, seja a dos acampamentos e ações que visam a luta pela reforma agrária. O MST de Ribeirão Preto é composto por mulheres e homens, trabalhadoras e trabalhadores que se integram na luta popular por uma Ribeirão Preto mais justa e humana.

Parabéns aos 10 e importantes anos do assentamento Mário Lago!

Blog O Calçadão

Fotos



























Nenhum comentário:

Postar um comentário

Equipe técnica, ligada ao Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, está desenvolvendo estudo para a elaboração de políticas públicas que atendam as mulheres em Ribeirão Preto.

Equipe técnica está realizando estudo profundo e técnico para propor Políticas Públicas paras as Mulheres, em Ribeirão Preto. Fotos: Sil...