domingo, 3 de setembro de 2017

Você merece



Programa Ensaio, TV Cultura, 1990.


Esta manhã, o meu amigo e companheiro de luta, Sandro Cunha (professor Sandrão) me pediu para que escrevesse um artigo relacionando à letra de Gonzaguinha, "Você Merece" com a letargia atual do povo brasileiro diante de todos os acontecimentos funestos.

Pensei a respeito e fui além. Movido pela fala do autor no extinto Programa Ensaio, da TV Cultura, fiquei pensando no que moveu toda a militância da esquerda, não importa a corrente, da centro-esquerda à ultra-esquerda a lutar contra o golpe. A fala de Gonzaguinha neste Programa, quando fala do Disco "Comportamento Geral", da censura que sofreu durante o período militar resume bem o momento atual e a luta de todos nós: "A gente acreditava numas coisas que as pessoas não acreditavam, evidentemente. E a gente batalhava por aquilo que a gente acreditava, lutava por aquilo que a gente acreditava e, evidentemente, a gente tinha uma série de problemas. Eles não queriam mas a gente fazia. Fazia como faria hoje se preciso fosse. [...] com certeza, na verdade, eu continuo fazendo... porque a gente continua lutando no dia a dia por uma qualidade melhor de vida, por um relacionamento melhor entre as pessoas para acabar com esses desequilíbrios sociais. A gente quer uma cultura, a coisa básica da cultura. Ou seja, continuamos batalhando por isso tudo e vamos continuar até a hora que nós conseguirmos este tipo de coisa".

Muitos de nós, a maioria sofreu com a perda de amigos próximos, a maioria foi tratada como pária em famílias. Muitos de nós sofremos o veneno do ódio de classe. Mas, no fundo, este é o preço que pagamos. Aceitamos pagar este preço. Afinal de contas, aquela ditadura ruiu e seus apoiadores (civis, inclusive), com o tempo, tiveram de se esconder. Os gonzaguinhas, não. Temos sempre a esperança do tempo.Até lá, nos temos - mesmo que, de vez em quando, tenhamos algumas rusgas internas.

Vivemos tempo sombrio. Tempo de entrega da Amazônia, do Aquífero Guarani, do petróleo, de MP 759. Tempo de perder direitos previdenciários e trabalhistas. Tomamos um golpe mas não arregamos. 

Darcy Ribeiro, certa vez, afirmou que não gostaria de estar no lugar de quem o venceu. Esta semana, alguns artistas que apoiaram o golpe de 2016 apareceram, em vídeo, "indignados" com a venda da Amazônia. Ficou-me uma questão: Será que estas pessoas, durante aqueles protestos pró-impeachment, não acompanharam, minimamente, a TV Senado, as falas do senador Requião? Será que nunca se interessaram em ler o documento "Ponte para o Futuro"? 

Nós sabíamos que este desmonte, esta entrega do país aconteceria. Já eles, das duas uma: ou não sabiam (o que faz deles alienados) ou foram movidos por um profundo ódio de classe (escondidos, hipocritamente, sob um discurso moralista). Agora, sim, voltando a questão da letargia do povo brasileiro atual e fechando o tema ao meu amigo Sandrão. Aqueles que ignroraram o que acontecia, provavelmente, acordarão, aos poucos, como alguém que acorda de um sono letárgico, a partir de novembro, quando as leis trabalhistas começarem a valer, de fato, e se juntarão à nossa luta. 

Já aqueles que apoiaram o golpe movidos pelo ódio a uma classe ou a um partido, que agora estão se dando mal, fica o clipe da música, a letra de Gonzaguinha: "Você merece".


Você deve notar que não tem mais tutu
e dizer que não está preocupado
Você deve lutar pela xepa da feira
e dizer que está recompensado
Você deve estampar sempre um ar de alegria
e dizer: tudo tem melhorado
Você deve rezar pelo bem do patrão
e esquecer que está desempregado

Você merece, você merece
Tudo vai bem, tudo legal
Cerveja, samba, e amanhã, seu Zé
Se acabarem com teu Carnaval

Você merece, você merece
Tudo vai bem, tudo legal
Cerveja, samba, e amanhã, seu Zé
Se acabarem com teu Carnaval

Você deve aprender a baixar a cabeça
E dizer sempre: "Muito obrigado"
São palavras que ainda te deixam dizer
Por ser homem bem disciplinado
Deve pois só fazer pelo bem da Nação
Tudo aquilo que for ordenado
Pra ganhar um Fuscão no juízo final
E diploma de bem comportado

Você merece, você merece
Tudo vai bem, tudo legal
Cerveja, samba, e amanhã, seu Zé
Se acabarem com teu Carnaval

Você merece, você merece
Tudo vai bem, tudo legal
Cerveja, samba, e amanhã, seu Zé
Se acabarem com teu Carnaval?

Você merece, você merece
Tudo vai bem, tudo legal

E um Fuscão no juízo final
Você merece, você merece

E diploma de bem comportado
Você merece, você merece

Esqueça que está desempregado
Você merece, você merece

Tudo vai bem, tudo legal



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Equipe técnica, ligada ao Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, está desenvolvendo estudo para a elaboração de políticas públicas que atendam as mulheres em Ribeirão Preto.

Equipe técnica está realizando estudo profundo e técnico para propor Políticas Públicas paras as Mulheres, em Ribeirão Preto. Fotos: Sil...