sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

MST ocupa fazenda Martinópolis, em Serrana, e exige a destinação para a reforma agrária!

Cerca de 200 famílias do acampamento Alexandra Kollontai, do MST, ocuparam nesse sábado a fazenda Martinópolis em Serrana/SP.

"Há nove anos o acampamento aguarda a decisão judicial de um processo de execução fiscal de mais de 30 anos. As famílias exigem a adjudicação e a destinação da área para a reforma agrária", afirmou ao blog uma das lideranças.


O processo de assentamento de famílias na antiga fazenda da Barra em Ribeirão Preto é extremamente frutífero do ponto de vista social, econômico e ambiental. Ali, a prática da agrofloresta tem surtido efeito, gerando renda para as famílias, recuperando a área de vegetação e protegendo o Aquífero Guarani que tem áreas de recarga naquela região.

Certamente a área da fazenda Martinópolis também servirá para esse avanço, abrigando centenas de famílias e desenvolvendo a produção de alimentos de forma agroflorestal.

A reforma agrária e a agricultura familiar ambientalmente sustentável são o caminho para resolver a questão social dos sem terra e avançar na produção de alimentos saudáveis a baixo custo.

A sociedade de Ribeirão Preto e região deve procurar conhecer a experiência desenvolvida na fazenda da barra e aproveitar para adquirir uma cesta de alimentos vindos da produção local.

O blog O Calçadão apóia a luta por reforma agrária!

obs: Diferente da praxe em casos de reintegração, a polícia realizou a desocupação da área na própria noite de ontem, após negociação com as lideranças do movimento.


Fotos de Filipe Peres










Nenhum comentário:

Postar um comentário