sexta-feira, 26 de abril de 2019

Com 5 votos a favor e 18 Contra, Câmara Municipal de Ribeirão Preto barra abertura de investigação de impedimento por prática de infração político-administrativa do Prefeito de Duarte Nogueira


Servidores foram à Câmara pedir o impedimento do prefeito Duarte Nogueira.
Fotos: Filipe Peres


Protocolado pelo Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto, Guatapará e Prádópolis, na noite de quinta-feira (25), na Câmara Municipal, os vereadores barraram por 18 a 5 o pedido de abertura de processo de impedimento do Prefeito Duarte Nogueira.


Fruto de mais um capítulo da disputa aberta entre servidores e prefeitura nesta greve, o Sindicato dos Servidores Municipais/RPGP protocolou às 18:45, na Câmara Municipal um requerimento de 53 páginas afirmando que o Prefeito Duarte Nogueira, ao ordenar e permitir a realização de despesas referentes a acordo não homologado judicialmente" realizou ato "antieconômico e gestão temerária dos recursos públicos. Para a peça, tal ato  é contrário ao interesse público, justificando, portanto, o pedido de impedimento pois incorreria em prática de infração político-administrativa.

Outro argumento apresentado pelo representante dos grevistas que, também, incorreria em tal prática, seria a veiculação de propaganda de natureza discriminatória, "causando prejuízos a 5.750 servidores aposentados e pensionistas utilizando verba pública para divulgar informação de interesse político e ideológico.

Uma segurança desproporcional, que falta nas escolas e hospitais da cidade, foi mobilizada para garantir a segurança da sessão.

Lugares vazios dentro da Câmara e Guarda Civil Municipal reforçada para a sessão

Durante a sessão, um forte esquema policial foi montado para garantir a segurança? dos parlamentares. Em torno de 30 guardas municipais fizeram a segurança da Câmara. Uma barreira de quase 20 integrantes da GCM foi utilizada para separar o público dos vereadores. Ao contrário da sessão de terça-feira, quando foi liberada a entrada de servidores sem senha, desta vez, para evitar a superlotação do local, foi posto um telão do lado externo do prédio para acompanhamento da ordem  do dia. Entretanto, devido a distribuição de senhas antecipadas por parte de vereador(es) direcionadas a aliados do governo Nogueira, apoiadores do prefeito, grande parte dos assentos do fundo permaneceram vazios, gerando revolta em boa parte da população presente.

Mais fotos:
Enquanto cadeiras permaneciam vazias dentro da Câmara, servidores acompanharam a leitura do requerimento de impedimento do prefeito Duarte Nogueira do lado externo do prédio.

Vereador Jean Corauci (PDT) realiza a leitura do requerimento de impedimento durante a sessão desta quinta-feira (25)

A não aceitação do pedido de impedimento realizado pelo sindicato não interfere nas pautas dos servidores e nem na continuação ou não da greve, segundo o sindicato.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comissão de Direitos Humanos realiza reunião aberta aos movimentos sociais e anuncia troca de gestão.

Antônio Luís Oliveira é o novo Presidente da CDH da OAB/ RP. Fotos: Comissão de Direitos Humanos da OAB/RP Por CDH da OAB/RP ...