quinta-feira, 18 de abril de 2019

Servidores realizam ato no CEMEI IV Prof. Eduardo Romualdo de Souza, em homenagem à criança morta por falta de estrutura.

Durante o ato, o Conselho de Pais lembrou a falta de segurança nas escolas municipais.
Fotos: Filipe Peres


Nesta quinta-feira (18), dando sequência à greve por melhores condições de trabalho ao serviço público e por reposição salarial de acordo com a inflação, como manda a Constituição, os servidores públicos municipais de Ribeirão Preto foram ao CEMEI IV Prof. Eduardo Romualdo de Souza para lembrar a morte da criança, ocorrida em 2018, na escola, devido ao sucateamento que a Educação sofre desde o início da administração do Prefeito Antônio Duarte Nogueira.


Os servidores reiteraram que o choque elétrico que matou o aluno ocorreu por falta de manutenção, por negligência da Secretaria Municipal de Educação. 

Servidora municipal
lembra que a maioria
das escolas municipais
não possuem laudo dos
bombeiros.
Segundo alguns, este foi um dos principais motivos para o pedido de exoneração da ex-Secretária da Educação, Luciana Andrade Silva. Ela já é a segunda Secretária no cargo a exonerar em, apenas, 3 anos de mandato psdbista. Antes, em 2017, SuelyVilela já havia deixado o cargo.

Durante o ato, o Vice-Presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto, Jardinópolis e Guatapará, Alexandre Pastova, acusou o prefeito de Ribeirão Preto de faltar com o decoro, quando, ontem, quarta-feira (16), Duarte Nogueira, em coletiva, não apresentou o documento do Tribunal de Contas do Estado que comprova que o gasto com os servidores públicos não ultrapassou 46%: "O prefeito faltou com a verdade. Ele não apresentou esse documento, que já tinha em mãos, para a Câmara Municipal".

A falta de funcionários também foi apontada como comprovação de que o serviço público está precarizado na gestão do prefeito Nogueira.

Sobre o reajuste, Pastova foi enfático: "Ele não cumpre a Constituição, ele não cumpre a Lei Orgânica, ele não cumpre a Lei de Responsabilidade Fiscal que determina que a reposição salarial tem de ser feita na mesma data, no mesmo mês", finalizou.

À tarde, às 16:00, os  servidores se reunirão na Câmara Municipal e darão sequência às reivindicações. A tendência é que as pautas sejam trancadas novamente.

Veja o vídeo de Alexandre Pastova:


Mais fotos:















Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comissão de Direitos Humanos realiza reunião aberta aos movimentos sociais e anuncia troca de gestão.

Antônio Luís Oliveira é o novo Presidente da CDH da OAB/ RP. Fotos: Comissão de Direitos Humanos da OAB/RP Por CDH da OAB/RP ...