domingo, 7 de abril de 2019

Preso político há 1 ano, a sua voz é cada vez mais ouvida


Assim como a memória de Marielle, que é uma chama acesa clamando por justiça e democracia, a voz de Lula é cada vez mais forte, clamando por democracia e por justiça social.


Lula não está preso por corrupção. Não há provas disso. Lula está preso por representar um Brasil democrático com um projeto de inclusão social e a narrativa seletiva e hipócrita "anti-corrupção" só serve de desculpa para justificar esse movimento absolutamente político.

A prisão política de Lula e sua retirada da corrida presidencial serviu para abrir espaço ao avanço neoliberal, em aliança com forças da extrema direita (bolsonaristas e lavajateiros) e com grupos militares que não reconhecem o pacto constitucional de 1988.

A manutenção da prisão política de Lula, através da pressão sobre o STF para relativizar o princípio da presunção de inocência, é a manutenção do rebaixamento da Constituição de 1988, inclusive nos aspectos sociais: seguridade social, SUS e educação pública.

Vivemos, portanto, um período de democracia tutelada.

Mas, o desastre das políticas neoliberais já produzem graves efeitos sociais desde o governo Temer, com o projeto 'ponte para o futuro'.

Recessão, desemprego e cortes drásticos em educação, saúde e programas sociais só estão sendo aprofundados com Bolsonaro.

A insatisfação popular já é detectada nas pesquisas de opinião e indicam duas coisas: decepção com um presidente despreparado e também uma reação à situação pessoal e social do país, em frangalhos desde 2016.

A mobilização em torno da luta contra a proposta de reforma da previdência, que pretende acabar com a aposentadoria pública em favor dos bancos, tem o potencial de trazer cada vez mais gente para a oposição.

E a cada vez que o movimento de oposição crescer, a voz de Lula ficara mais forte. Ainda mais se for a voz real, fora da masmorra de Curitiba, de onde sua voz só é transmitida pela voz de terceiros.

Sabedores disso, extrema direita e o setor militar comprometido com o esquema da lava jato e neoliberal já ameaçam  a democracia.

As tais manifestações de hoje são isso. Tentam pressionar o STF para manter Lula preso e incomunicável. Mas há certos setores militares reformados que começam a ir além, afirmando que se o STF cumprir a Constituição haverá golpe com armas.

Certamente tentarão conter a mobilização e insatisfação popular através da repressão, mas não poderão conter o inevitável: a voz de Lula crescendo no seio popular. E junto com a voz de Lula, o grito por democracia e em defesa da Constituição de 1988.

"Eles podem matar uma, duas ou três rosas, mas não conseguirão deter a chegada da primavera" - Lula

Blog O Calçadão



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Equipe técnica, ligada ao Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, está desenvolvendo estudo para a elaboração de políticas públicas que atendam as mulheres em Ribeirão Preto.

Equipe técnica está realizando estudo profundo e técnico para propor Políticas Públicas paras as Mulheres, em Ribeirão Preto. Fotos: Sil...