terça-feira, 25 de julho de 2017

Carta enviada hoje pela Presidenta da APEOESP ao Painel do Leitor (FSP) sobre reportagem de capa publicada nesta segunda feira:


Maria Izabel Noronha
Foto de arquivo

Por Maria Izabel Azevedo Noronha


"Ausência de professores

Sobre reportagem publicada nesta segunda-feira, 24/07, sob o título "Ausência de professores em SP chega a 30 dias no ano", reforçamos a informação de que nossa categoria trabalha em condições precaríssimas, com salas superlotadas, sem materiais de infraestrutura adequados, com salários baixíssimos (há três anos o governo do PSDB não reajusta os salários dos professores), jornadas estafantes, entre outros... condições estas que sobrecarregam o profissional que muitas vezes é obrigado a licenciar-se para cuidar dos problemas de saúde. A própria reportagem aponta este gravíssimo quadro que vimos denunciando há anos em nossas lutas na defesa da educação pública. Pesquisa realizada pela APEOESP demonstrou altos índices de adoecimento da categoria que sofre com danos nas cordas vocais, lesões por esforços repetitivos, alterações drásticas na pressão arterial e até sintomas profundos de estresse.  Diante deste quadro, cabe culpabilizar os professores pelas ausências??!!!


Há que se responsabilizar o Estado que não atende às demandas da categoria, desfavorecendo a sua permanência em sala de aula. Melhores condições de trabalho, salários compatíveis com a função (cumprimento da meta 17 do PNE e PEE (assegurando equiparação salarial com demais profissionais com formação de nível superior), cumprimento da jornada do Piso, salas com no máximo 25 alunos são algumas das nossas pautas ignoradas pelo governo estadual e que contribuiriam para a permanência do profissional em sala de aula, melhorando assim o processo de ensino aprendizagem.

Maria Izabel Azevedo Noronha
Presidenta da APEOESP (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial de São Paulo)"

Leia a matéria da Folha de São Paulo, abaixo:



Nenhum comentário:

Postar um comentário