terça-feira, 25 de julho de 2017

Golpe retira 4 milhões do Bolsa Família e a fome está de volta ao país!


É preciso repetir à exaustão: o golpe foi dado não só contra o mandato de Dilma, não só com o objetivo de retirar Lula da vida pública, mas com o intuito de reinstituir o neoliberalismo no país, a política de privilégios ao grande capital, às multinacionais e de destruição do Estado nacional e de seus mecanismos de desenvolvimento.


Foi um conluio envolvendo a mídia, a Lava Jato, os banqueiros, os latifundiários e o campo político fisiológico. Tudo isso resultou em um impeachment comandado por Eduardo Cunha e que levou Temer ao poder em aliança com o PSDB de FHC, Aécio, Serra e Alckmin.

O resultado é catastrófico em todos os sentidos. 15 milhões de desempregados (7 milhões apenas com a atuação da Lava Jato), o Estado destruído, os direitos trabalhistas aniquilados, os investimentos zerados, as políticas de distribuição de renda desmanteladas, 200 mil estudantes pobres fora da universidade, universidades públicas e institutos federais sem verbas, o SUS ameaçado de diminuir de tamanha e mais de 4 milhões de pessoas fora do Bolsa Família.

No ano em que o Brasil de Lula e Dilma ganha mais um prêmio da ONU pela política de cisternas que equacionou o grave problema da seca no sertão nordestino, vamos retornar ao mapa da fome a partir da atuação de um governo corrupto, incompetente e antipopular colocado no poder por um golpe que cassou 54 milhões de votos.

A destruição causada pelo golpe começa a tingir em cheio os mais pobres, os nordestinos, as mulheres negras, as crianças e os idosos. O número de moradores de ruas explodem no país juntamente com as políticas higienistas de governos municipais e estuais.

O Brasil real não vai suportar por muito tempo esse desastre. O Brasil real é grande demais, com necessidades grandes demais, com uma população jovem ansiosa por estudo e trabalho. Mas o resultado desastroso dessa aventura golpista vai custar caro.

Necessitaremos de mais um ciclo de 10 ou 15 anos de governos populares e comprometidos com o país só para mitigar os estragos feitos por esse golpe, que já ameaça comprometer o futuro do país com a entrega de mais de 100 bilhões de barris em jazidas da camada pré sal.

Ao lutarmos contra o golpe e buscarmos envolver a população nessa luta, lutamos pelo Brasil e seu futuro contra forças poderosas que insistem em boicotar o seu caminho.

Ricardo Jimenez



Nenhum comentário:

Postar um comentário