sexta-feira, 14 de julho de 2017

Lula à frente de um projeto nacional, esse é o caminho!


"Está em jogo o futuro da democracia brasileira".


Assim afirma Luis Nassif em excelente análise aqui.

O golpe está desmascarado. A perseguição a Lula está demonstrada. Cada vez mais brasileiros se dão conta da farsa política armada para que grupos derrotados eleitoralmente assumissem o poder com uma agenda neoliberal que atendesse aos interesses do capital e de uma elite nacional conservadora e rentista.

Mas a luta prossegue.

Apesar de um certo desarranjo na Casa Grande, com a Globo entrando de sola para derrubar Temer e colocar o subserviente Maia no lugar, o objetivo maior do golpe prossegue: destruir Lula e tudo aquilo que ele representa.

Lula é a única liderança política atual capaz de dialogar com o povo, ter inserção nas massas mesmo sem poder falar na grande mídia e com um legado de realizações ainda presente no coração e mentes de milhões de brasileiros.

Por isso Lula é o maior inimigo e o maior alvo do golpe.

Por isso que, a despeito das diferenças existentes no seio do campo progressista e de esquerda, é em torno de Lula que há de se dar a resistência e a reação.

Mais uma vez retorno ao artigo do Nassif: " o último ato de Moro é o primeiro da luta cívica que poderá ser tão memorável quanto as diretas, em defesa da democracia".

O objetivo número um: criar um amplo movimento que garanta a isonomia necessária para a segunda instância revogar a esdrúxula condenação sem provas de Lula.

Absolvido, Lula se torna a peça central de um segundo momento do amplo movimento em defesa da democracia e do Brasil: uma candidatura à frente de um projeto nacional soberano, democrático, desenvolvimentista e inclusivo, construído por muitas mãos compromissadas com o interesse nacional e com a defesa dos direitos do povo brasileiro.

Já há muitos sinais de esboço desse movimento, da esquerda ao centro.

Agora é a hora da unidade, da aglutinação das forças em torno desse projeto.

Lula com o povo à frente de um projeto nacional. Esse é o caminho!

Ricardo Jimenez


Nenhum comentário:

Postar um comentário